sexta-feira, abril 22, 2016

SErei

Serei ilha tranquila dentro da minha imensa inquietação 
e saberei conter o maremoto dos dias

Serei monte erguido no meio do mar revolto
e poderás em mim descansar por momentos 

Serei vulcão vivo onde vibra o ancestral desejo
e saberei acender em ti uma breve chama da vontade 

Serei areia macia da cor da paz ao luar estendida
e poderás em mim te enroscar

Serei ilha perdida no oceano das horas 
e poderás comigo adormecer ao relento

Liliana 


Enviar um comentário