domingo, setembro 07, 2014

Perto de ti

Estou aqui (ou deveria dizer aí?)
porque cada célula do meu corpo teu
me diz que este é o meu lugar
perto de ti, por pouco que tenhas para me dar

Estou ali (ou deveria dizer aqui?)
em busca da força para me sentir de cá
apesar da vontade de ser rio
e água límpida correndo para perto de ti

Estou aí, onde os dias são compridos
e cheios de agendas que não se amparam
e silêncios que rompem estradas feridos
por fantasmas e medos que não saram

Estou, perto de ti, na mão que estendes
quando o sol brilha no Tejo
e a ponte liga as nossas margens
numa cumplicidade difícil mas que entendes

Estou em mim, sabendo que não sou daí
consciente do dia em que "se descaia o meu pé de catraia
e óleo suja a beira mar"
mas é aqui, perto de ti, que quero estar

Liliana
Enviar um comentário