sexta-feira, fevereiro 01, 2013

Meu corpo teu

Deixaste o meu corpo marcado com o desenho do teu.
Agora, não consigo olhar para mim sem te ver decalcado, como um carimbo na minha pele.

No mapa do meu corpo vislumbro um pouco de nós.
Um nós efémero como o pôr-do-sol em pleno Inverno, mas ainda assim um nós que se estende por mim, nas marcas desenhadas por ti.
Vejo estrelas e constelações, vejo os corpos que se juntam enquanto se afastam do mundo.
Vejo um caminho verdadeiro, sem falsas esperanças e de olhos expressivos.
Vejo uma mão aberta para outra, sem juramentos ou promessas.
No mapa do meu corpo vislumbro um pouco de nós.

Deixaste o meu corpo marcado com o desenho do teu.
Será que no teu deixei alguma coisa de meu?!


Liliana





Enviar um comentário