sábado, fevereiro 16, 2013

Flor

Hoje tropecei numa flor pequenina, daquelas que sorriem nos campos no tempo Primaveril. 

Ia a andar distraída, com o frio cinzento e o céu triste e os pensamentos de inverno, quando num cantinho abrigado sorriu para mim.

Ah que saudades das flores pequeninas e meigas que na Primavera despontam aqui e ali como crianças saltitando por entre a relva!

Hoje encontrei uma flor pequenina das que vemos todos os anos, por isso foi um reencontro. Um reencontro com a delicadeza das folhas e a alegria das pétalas e o branco angelical e o cheiro campestre e o carinho do olhar.

Hoje tropecei numa flor pequenina que me encheu o peito e a alma com a magia do pólen amarelo vivo. Por momentos, naquele curto espaço de tempo em que os relógios pararam e tudo à volta se tornou baço, senti a alegria de correr e sentir o vento na cara, ser simplesmente, como uma flor no campo.

Despedi-me dela, que sorrindo me disse "até já".

É pouco provável encontrar flores em pleno Inverno, principalmente uma flor Primaveril. Ainda assim, orgulhosa daquele convite dei-lhe uma festa e respondi também "até já"!

Liliana





Enviar um comentário