segunda-feira, janeiro 21, 2013

Gato na porta do sonho

Eu sei, o gato entrou pela porta que apenas tu vês.
Aquela porta que atravessas nas manhãs de inverno, em que os lençóis te enregelam e a cama te expulsa.
O gato, empurrou a porta como se ela deveras existisse, e passou através dela para o mundo dos teus sonhos.

Como é o gato acabado de entrar no teu mundo só teu?
Como ficam os teus sonhos com a chegada do gato, que ronrona e brinca com as tuas imagens guardadas?
E de onde apareceu um gato que te sabe ao ponto de conhecer as tuas mais secretas passagens?

Eu sei, vais ter de o seguir, entrar pela porta que apenas tu vês e procurá-lo no meio do teu mundo.
Vais seguir as suas pegadas, analisar cada arranhão e procurar sinais do seu paradeiro.
O gato esse, vai-se esgueirar por entre lembranças e ideais e, provavelmente esconder-se no meio dos sonhos mais profundos.

Se o encontrasses que lhe farias?
Será que ao pegar-lhe te reconhecias?
Conseguirias ver-te através dos seus olhos, e no cimo do sonho mais puro aconchegá-lo ao teu colo?

Eu sei, o gato vê a mesma porta que apenas tu vês...

Liliana



Enviar um comentário