domingo, outubro 02, 2011

De onde vem o passado, Zeca?

"Nem sempre os dias são dias passados"...
o absurdo espreita numa qualquer curva da mais estreita rua
a ausência espera atrás da sombra duma floreira.

"Nem sempre os dias são dias passados"...
o Sol nem sempre nasce quando o esperamos
e a Lua, essa, desaparece quando mais precisamos da sua luz.

"Nem sempre os dias são dias passados"...
a qualquer hora o passado nos escorre pelos dedos dos dias.


Liliana

Enviar um comentário