sexta-feira, julho 01, 2011

Tens tempo?

Procura-me o tempo em que as margens se tocavam
entre beijos e carícias da ondulação.

Procura-me o tempo dos sonhos
que dançavam alegres por entre as nuvens brancas,
recortando no céu o caminho dos desejos.

Procura-me o tempo dos sorrisos
feitos corpos feitos abraços feitos saliva feitos suor.

Procura-me o tempo enquanto espreito o relógio
e pergunto, cantando, aos ponteiros
"quanto tempo o tempo tem?"...



Liliana

Enviar um comentário