sexta-feira, março 25, 2011

Depois...

Depois... há pequenas flores que despontam aqui e ali pelo deserto árido.
Há um sorriso que se abre ao fundo, ao mesmo tempo que o um fio de sol raia.

Depois... há uma criança a brincar na areia molhada.
Uma rua envolta em árvores altas recortando um enorme arco.

Depois... há uma mão que toca e diz "está tudo bem".
Há uma borboleta colorida que esvoassa por entre as papoilas vermelho-vivo dos campos.

Depois... há uma canção que embala a dor reencontra a paz dum colo esquecido.
Um baloiço que dança entre o sonho e o futuro.

Depois há a certeza que amanhã o sol nascerá de novo e depois se seguirá a lua...

Liliana

Enviar um comentário