sexta-feira, outubro 06, 2006

Embalar os sonhos - Pessoa versus Almada Negreiros

Maternidade - Almada Negreiros

“Não se deve falar demasiado... A vida espreita-nos sempre... Toda a hora é materna para os sonhos, mas é preciso não o saber... Quando falo demais começo a separar-me de mim própria e a ouvir-me falar. Isso faz com que me compadeça de mim própria e sinta demasiadamente o coração. Tenho então uma vontade lacrimosa de o ter nos braços para o embalar como a um filho...”

Fernando Pessoa – O Marinheiro
Enviar um comentário