segunda-feira, dezembro 10, 2012

És generoso, Shel?!

"Anda menino..."(*)

Entra, senta-te, come e bebe. 
Chora as tuas mágoas e deixa que limpe as tuas lágrimas.

Entra, senta-te em mim, que serei o teu pão e o teu vinho. 
Chora as tuas mágoas e deixa que limpe as tuas lágrimas.

..."e a árvore ficou feliz."(*)


Estou seca e o meu corpo não tem mais o que dar.
De tantas lágrimas limpar, 
guardo um oceano prestes a desaguar e levar-me na corrente.
Não tenho colo, porque não tenho paz. 
Não há em mim uma réstia de amor para dar.


Deixa que descanse no teu ombro e sinta o calor do teu abraço. 
Deixa que solte as lágrimas e, contigo, as veja correr para a foz.

Deixa-te ficar, 
devagarinho. 
Não te vás embora. 
Não te assustes. 
Não te peço tudo. 
Não te te dou nada. 
Apenas sei,
que uns dias precisamos de receber, outros dias precisamos de dar.

Liliana

(*)
Enviar um comentário