sábado, outubro 27, 2012

Corpo

Enrolo-me em volta dos joelhos

Procuro-me no quarto onde nada fala de mim
nem os livros, nem a cama, nem mesmo o espelho em cima da cómoda

Tu olhas através do meu corpo encostado à parede fria
um dia conseguiste ver-me apesar do escuro da noite

Estou aqui, à espera que a lua me embale no seu canto leve
sou só, profunda e verdadeiramente só
enrolada em volta dos joelhos

Liliana




Enviar um comentário